Os grandes eventos

    Nesse quesito, a turma recebeu nota 10, ao realizar  os mais criativos e concorridos eventos até então vistos na cidade.
    Um exemplo foi o baile "Nos tempos de Luiz de Queiroz" que reviveu Piracicaba do início do século. O Ginásio de Esportes transformou-se na praça central da cidade, na década de 1900.
 
 
A Igreja Matriz de Santo Antonio (demolida na década de 50) era localizada onde hoje está a catedral da cidade.
Aqui aparece num painel de grandes dimensões,
cobrindo o palco do Ginásio.

 
 
Este painel mostra o "Theatro Santo Estêvam", que se localizava na Praça José Bonifácio, no centro da cidade, em frente à matriz.
Demolido no fim da década de 50, esse belo teatro em estilo europeu foi aqui revivido com muita originalidade.
     Ao adentrar o recinto do baile, era como se os convidados estivessem saindo do teatro, após uma apresentação de gala, para "quadrar o jardim" e ouvir as retretas que a banda tocava no coreto, no centro da praça.
 
 
Esse era o espítito da época. Trabalhar  e divertir em conjunto.



 
    Outros bailes que marcaram época foram os juninos, em especial o do "Arraiá da Penúrtima Curva donde o Bonde Pára" (uma referência geográfica ao Ginásio da Agronomia, para quem vinha do centro da cidade).
    Breve falaremos mais deles. Por enquanto, curta a foto dos melhores garçons de Piracicaba (pelo menos no charme)...
 
Ás suas ordens, doutor!


«««««VOLTAR
SEGUE  »»»»»